Um artigo de Vokya D, adicionado em 30 de janeiro de 2024 3 min. leitura

Exposição de 22 de janeiro a 4 de fevereiro de 2024 (entrada gratuita)

Le Centro cultural L'Orangerie em Roissy-en-France dá as boas-vindas 22 de janeiro a 4 de fevereiro uma exposição comprometida em seu salão, iniciada pela associação ECVF (Eliminação do Crime contra as Mulheres). O evento tem como objetivo conscientizar moradores, autoridades eleitas e serviços comunitários sobre a violência contra as mulheres, desconstruindo nove equívocos amplamente difundidos.

Entrada gratuita e gratuita de acordo com o horário de funcionamento da Orangerie
(Segunda a sexta das 9h às 12h30 / 13h30 às 18h)

Ideias recebidas desconstruídas com rigor

A exposição centra-se no restauro questão de preconceito concernente violência contra as mulheres. Nove reivindicações errôneas são abordadas, ilustrado e desconstruído a partir de dados numéricos e textos. Entre elas, crenças como a de que a violência é um problema privado, que um cônjuge abusivo pode ser um bom pai ou que a prostituição é um trabalho como qualquer outro.

O objetivo é duplo: desconstruir preconceitos sobre a própria violência e representações sexistas que dificultam uma compreensão efetiva do problema.

Uma luta contra a ordem simbólica

Estas ideias pré-concebidas não são triviais. Eles fazem parte de um ordem simbólica que legitima a violência contra as mulheres. Esses preconceitos, onipresentes em todas as esferas da sociedade, contribuir para tornar esta violência invisível. Desafiar estas ideias pré-concebidas é essencial para destacar a realidade da violência sexista e sexual, bem como a sua natureza estrutural no mundo. sistema patriarcal.

Esta abordagem acaba por ser um pré-requisito essencial para a construção de uma políticas públicas eficazes na luta contra a violência contra as mulheres.

Eventos relacionados

No âmbito desta exposição, também são organizados dois grandes eventos.

Terça-feira, 30 de janeiro, às 20h.

Desempenho “Todo mundo sabia”

No Centro Cultural L'Orangerie, a atriz Sylvie Testud, premiada com o Molière pelo único palco em 2023, retorna com a produção de Anne Bouvier. A peça “Todo mundo sabia” evoca com propriedade o terrível destino de Valérie Bacot, condenada por ter assassinado o marido após 20 anos de violência e controle.

Informação e reservas au 01 34 29 48 59 ou aqui

Quarta-feira, 31 de janeiro, às 15h.

Debate em vídeo sobre o tema da violência

Na L'Escale será realizado um debate em vídeo, permitindo uma reflexão mais aprofundada sobre o tema da violência contra as mulheres. Uma oportunidade de troca e debate para melhor compreender e agir contra este flagelo.

A exposição e estes eventos destacam a importância da sensibilização para o combate à violência contra as mulheres e contribuem para a mudança de mentalidades. Um passo essencial para a construção de uma sociedade mais igualitária e respeitosa.